combater o estresse

Agilidade Emocional – uma arma contra o estresse

Como se tornar emocionalmente ágil e controlar o estresse.

Vivemos em um ritmo acelerado e acompanhar todas as mudanças têm elevado os índices de estresse.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o estresse atinge cerca de 90% da população mundial impactando  nos maus hábitos das pessoas e também no desempenho profissional. Ainda segundo a pesquisa,  o cenário favorece o desenvolvimento de uma série de doenças, como câncer, diabetes, hipertensão e depressão.  

Resultado de imagem para projeção da incidencia de depressão

A depressão é um doença ligada ao estresse

 

Estamos tão estressados  e sobrecarregados com as demandas da vida, que é comum nos perdemos em nossas rotinas e adiar os planos de melhorias e mudanças.

Quando a rotina  passa a ser um peso nos sentimos encurralados, angustiados e aprisionados. Como se nada do que fizéssemos pudesse mudar a situação e passamos a viver em um sistema vicioso.

Para  elevar nosso padrão de qualidade de vida a primeira coisa a fazer é mudar a  forma de se relacionar com nosso interior  (pensamentos, emoções e opinião sobre nós mesmo). Pois  é isso que define nossas ações e consequentemente tudo o que importa em nossa vida.

Usando a emoção a nosso favor

 “Estar bem exige que possamos nos adaptar às mudanças e sermos ágeis emocionalmente.” – Susan David – criadora do termo Agilidade Emocional

Inteligência Emocional  é a capacidade de controlar impulsos, reconhecer e trabalhar as emoções em situações adequadas. Em vez de suprimir as emoções, devemos compreender a razão pela qual elas existem e sermos resilientes.

Ter consciência sobre as nossas emoções e a aceitá-las aumenta a qualidade das nossas respostas frente às adversidades que enfrentamos no dia a dia.  Assim podemos compreender nossas emoções e definir as melhores estratégias para sair das crises.

Susan David defende a importância do conceito para abrir espaço para reflexão: “As pessoas vivem muito mais estressadas e menos questionadoras em relação a este desconforto emocional. A mudança envolve ter uma abertura para falar sobre emoções e comportamentos. Se não estivermos abertos  para falar de emoções, dificilmente conseguiremos inovar e nos desenvolver.”

Ser emocionalmente ágil não consiste em desconsiderar emoções e  pensamentos negativos. Mas enfrentá-los e depois deixá-los pra trás para fazer com que as coisas importantes da vida realmente aconteça.

Desenvolvendo a Agilidade Emocional

O desenvolvimento desta habilidade consiste em quatro movimentos essenciais:

  • Olhar de frente:  Significa enfrentar os pensamentos, emoções e comportamento. Questionar se são válidos e apropriados  para o momento que vivemos ou apenas fragmentos (antigas crenças) que não conseguimos desvencilhar.
  • Afastar-se:  É quando entendemos que não somos aquele pensamento e aquela emoção. Ao entendermos isso criamos um espaço entre nossa emoção e a maneira como reagimos a ela. Esta observação evita que nossas experiências mentais nos controlem e que nossas atitudes sejam tomadas a partir delas.
  • Ser coerente com nossos motivos: Após conseguir criar este espaço entre  nossas emoções e quem realmente somos começamos a nos concentrar mais naquilo que realmente nos interessa, nossos valores essenciais e nossas metas mais importantes. Conseguimos traçar melhor a rota  a seguir, nossos valores essenciais oferece a bússola para que possamos avançar na direção certa.
  • Seguir em frente: Após detectar suas emoções e encará-las, o próximo passo é realizar pequenos ajustes. Ajustar algumas partes rotineiras e habituais da vida, pode proporcionar um grande poder de mudança.

Dicas Importantes

Deixe de perseguir a perfeição, desfrute do processo de viver assumindo que estar vivo significa às vezes se machucar, fracassar e cometer erros.

Aceite – se com seus defeitos mas caminhe sempre buscando a evolução, tenha claro seus objetivos e deixe para trás  questões que não são mais úteis para você.

Com essas atitudes é possível manter ao longo da vida um sentimento de desafio e crescimento saudável, enfrentando os momentos de estresse de forma equilibrada sem prejuízos para saúde física e mental.

Priscila Fragoso

Especialista Emocional

 

 

 

 

institutocurarte

Posted by institutocurarte