estiramento muscular no inverno

Estiramento Muscular no Inverno

No frio, o risco de ter um estiramento muscular é 30% maior do que no verão. Isso ocorre porque os músculos se tornam menos elásticos devido as baixas temperaturas. O perigo é ainda a maior para os “atletas de fim de semana”, que não apresentam bom preparo físico, resistência muscular e flexibilidade.

 

Quando o corpo está em repouso, o fluxo de sangue para os músculos é baixo, entre 15% e 20%. Durante um exercício, porém, ele pode atingir índices de 70% a 90%. Um músculo só consegue ter desempenho máximo quando a circulação sanguínea local estiver plenamente ativada. No período mais frio os vasos ficam mais contraídos, o que diminui o fluxo sanguíneo no local.  Por isso, o aquecimento é essencial, pois assim ocorre uma transição progressiva do estado de repouso para o de ação. 

Os estiramentos musculares são as lesões mais comuns registradas nos membros inferiores no esporte e resultam em  afastamento  dos treinamentos, dor, limitação funcional e redução do rendimento esportivo. Nos atletas, o estiramento muscular é uma das lesões mais comuns e pode recidivar frequentemente.

Resultado de imagem para estiramento muscular

Os esportes mais frequentemente envolvidos são o atletismo (clique aqui para ler o texto sobre lesões na corrida), o futebol, em geral todos os esportes que demandam rápida aceleração e desaceleração, como as corridas de velocidade, os saltos, os chutes, as mudanças bruscas de direção e as rotações.

Os músculos mais afetados pelos estiramentos musculares são os posteriores da coxa e os da musculatura da panturrilha (a batata da perna). 

Em geral, o tratamento dos estiramentos musculares abrange os seguintes objetivos: o controle da dor e do processo inflamatório, reduzir o espasmo muscular, auxiliar na regeneração e reparação tecidual, recuperar a flexibilidade pregressa, recuperar a função contrátil, restaurar a função normal do músculo, minimizar o risco de novas lesões e preparar o indivíduo para o retorno ao esporte nas condições ideais.

Dicas

Fazer aquecimento antes da prática de exercícios melhora:

  • Mobilidade articular
  • Temperatura corporal e dos tecidos
  • Fluxo sanguíneo para os músculos ativos
  • Frequência cardíaca que prepara o sistema cardiovascular para o trabalho a ser realizado
  • Velocidade da liberação de energia no organismo (velocidade metabólica)
  • Troca de oxigênio na hemoglobina
  • Velocidade dos impulsos nervosos, facilitando os movimentos do corpo
  • Inervação recíproca (permitindo que o músculo relaxe e contraia com mais rapidez e eficiência)
  • Ampliação da capacidade de alongamento do tecido conjuntivo

Além de:

  • Diminuir a tensão muscular
  • Preparar psicologicamente a pessoa para a atividade

Não deixe de aquecer antes de iniciar a atividade física, assim você diminui o risco de lesões.

Thiago Rodriguez
CREFITO 3/125946

institutocurarte

Posted by institutocurarte